quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz ano 2016

Happy-New-Year-2016-Photos
imagem retirada da net 

Desejo-vos a todos que me visitam um feliz ano em 2016, cheio de paz, amor, amizade, dinheiro, trabalho e felicidade. Enfim, um ano com tudo o que desejam e que o passem junto de quem mais amam, em harmonia :)

Entrem com o pé direito e não se esqueçam de pedir os desejos enquanto comem as passas - começar o ano com um sacrifício já não é para mim ;)

Um beijinho a todos ...

Mousse de chocolate com crocante de amendoim

Eu adoro doces e gosto muito de os fazer. Tanto faço daqueles mais elaborados como receitas simples, para matar os desejos. Esta receita que vos deixo hoje enquadra-se na segunda hipótese e é uma solução para aqueles dias em que não temos tempo e precisamos de uma sobremesa rápida. Além de rápida, é simples, económica e não deixa de ser bastante saborosa. Uma sugestão para esta passagem de ano :)




Ingredientes (para 6 doses):
- 1 embalagem de mousse de chocolate (de boa qualidade, preferencialmente de chocolate negro)
- 250ml de leite magro
- 3 bolachas maria
- 1 mão cheia de amendoins
- 2 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (sobremesa) de margarina

Prepare a mousse de chocolate como indicado na embalagem (misturar o pó no leite e bater durante 2 a 3 minutos, na velocidade máxima).
Colocar metade da dose em tacinhas, polvilhar com bolacha maria ralada e cobrir com a restante mousse. levar ao frio até solidificar.
Numa frigideira, levar ao lume o açúcar e a margarina até ganhar a cor de caramelo claro. Juntar os amendoins e mexer até dourar um pouco mais o caramelo (cuidado para não o queimar). Deixar arrefecer sobre papel vegetal ou silicone. e picar com uma faca.
Na hora de servir, polvilhar a mousse com o crocante de amendoim e servir bem fresca.



quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Paté de azeitona preta - receita Yammi


Se existe algo que eu gosto é de petiscos. Seja para o lanche ou como entrada, os patés são sempre bem vindos cá em casa e nunca faltam nas ocasiões especiais. Este paté de azeitonas fica óptimo, é rápido de se fazer e aguenta-se muito bem no frigorífico (não que dure muito tempo cá em casa). 

Ingredientes:
- 150g de azeitonas pretas descaroçadas
- 50 a 60ml de azeite
- 1 dente de alho pequeno
- sal e oregãos qb

Coloque todos os ingredientes na Yammi, velocidade 6 durante 2 minutos. Servir com tostas.

Nota: pode fazer também num liquidificador, que fica igualmente bom (era assim que eu fazia anteriormente).

A nova aquisição cá de casa ... a Yammi


E pronto, também eu me rendi aos robots de cozinha super, hiper, mega chiques e lá trouxe um deles cá para casa, a Yammi. Depois do preço irresistível que esteve neste natal, não consegui mesmo resistir e lá trouxe a dita comigo. Neste momento estou a descobrir todas as facetas da maquineta e tenho gostado bastante dos resultados obtidos.

Mas confesso que para a adquirir foi quase um filme. Primeiro ficou logo esgotada (o que é lógico face ao preço que estava), depois nunca sabiam me dizer quando iriam receber mais e com tudo isto, acabei por desistir de a vir a ter. Um dia, depois de fazer as minhas compras habituais no continente, ao dirigir-me ao carro, reparei numa senhora com uma caixa enorme a dizer Yammi e pronto, lá fui eu para trás ver se encontrava a dita cuja. Por sorte, estavam naquele momento a repor a segunda ronda de Yammis e eu, depois de ponderar durante cinco minutos (sim, eu sou muito ponderada e "indecisa"), lá a trouxe comigo e toda feliz por também ter um robot de cozinha.

No entanto, embora seja uma máquina bastante completa, não é uma máquina imprescindível. Aliás, até hoje vivi sem algo assim e sempre fiz tudo cá em casa. Lembro-me de, antes de tomar a decisão, pensar bem se seria uma boa compra e quanto tempo demoraria até ter a "máquina paga". A verdade é que se fosse a concorrente Bimby, acredito que no meu caso seria um mau investimento uma vez que não uso a máquina todos os dias e não faço nada na máquina que já não fizesse anteriormente com outras maquinetas. Desta forma, não consigo ver onde poderia poupar a não ser no consumo de luz (o meu fogão é eléctrico e consome mais que a dita máquina).

Na realidade, acredito que quando se pensa em adquirir um robot de cozinha, temos de pensar principalmente no uso que lhe vamos dar e se realmente vale o investimento. No meu caso, a Yammi (comprei-a numa campanha promocional por 150€), dado o preço que paguei valeu o investimento e já fiz algumas receitas básicas nela em vez de utilizar o fogão, o liquidificador, ...

Realmente a Yammi faz de tudo um pouco e tritura super rápido, cozinha a vapor (o peixe que fiz ficou delicioso), faz cremes sem necessitarmos de estar a mexer e mexer sem parar, uma limonada em segundos e outras tantas coisas deliciosas.É fácil de limpar e de se manusear, as receitas do livro são simples e de fácil entendimento, além de não ocupar muito espaço no balcão e ser leve (para quando queremos mudar de sítio).

Podem ver mais informações sobre este robot de cozinha aqui, de forma a tirarem as dúvidas que tenham, além de poderem fazer o download gratuito do livro de receitas Yammi.

A partir de agora irão surgir aqui algumas das minhas novas aventuras na cozinha, receitas feitas na Yammi e a minha experiência com a dita. Agora só me falta mesmo baptizá-la :)

Para terminar, o que vos posso dizer é que realmente recomendo esta máquina (principalmente para quem ainda está a começar a equipar a cozinha), por ser um conjunto de vários electrodomésticos num só e uma óptima forma de optimizar tanto o espaço na cozinha como o tempo de confecção e a loiça suja para lavar. Uma mais valia para todos, desde que realmente lhe dêem uso :)

Bons cozinhados e novas experiências para todos os futuros yammistas e, tal como o continente diz " cozinhar agora é Yammi ...

E para quem seguir a minha recomendação, deixo-vos aqui o meu código de amigo Yammi de recomendação ( DPT5QBW ), caso o queiram utilizar quando forem fazer o registo da vossa Yammi ;)  


E porque não dar uma espreitadela a algumas receitas:
- bifinhos de cebolada
- paté de azeitona preta
- arroz doce com limão
- leite-creme merengado 


terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Guacamole (ou paté de abacate)

Sempre gostei de patés servidos com tostinhas. São um petisco muito simples e que geralmente todos gostam. Um dia comprei um abacate para experimentar e confesso que não fiquei fã. Aliás, achei mesmo algo sem sabor (mesmo comido com vinho do Porto como me tinham recomendado). mas como não sou de deitar nada fora (até porque não é propriamente barato), lembrei-me de ter ouvido falar do guacamole e porque não experimentar. Depois de uma pesquisa rápida pela net, tirei as minhas conclusões e resolvi aventurar-me. Deixo-vos aqui a minha versão, feita a olho, ao gosto de cada um que servida bem fresquinha, fica óptima com tostinhas ou bolachas de água e sal.
Ingredientes:
- abacate
- tomate maduro picado
- cebola picada
- salsa picada (opcional)
- sumo de limão
- sal, malagueta e cominhos

Retire a polpa do abacate e esmague. Pique o tomate e a cebola miudamente e envolva no abacate. junte os restantes ingredientes e envolva bem. Leve ao frio e sirva com tostas ou bolachas de água e sal.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Lentilhada (ou lentilhas com chouriço e ovos escalfados

Espero que tenham passado um natal muito feliz e agradeço a todos que por aqui passaram e deixaram os seus comentários. Depois dos abusos do Natal (ai que daqui a menos de uma semana vem outra dose), nada como uma receita de reconforto, cheia de sabor e rápida de se fazer.
Confesso que leguminosas são um dos alimentos que eu gosto imenso. Além de serem uma óptima fonte de fibra, são muito versáteis e uma óptima aquisição para se ter na dispensa. As lentilhas, ainda têm um ponto mais positivo em relação aos restantes porque não necessitam de muito tempo de cozedura. Deixo-vos aqui esta sugestão, que tão bem sabe nestes dias frescos, mesmo que o aspecto não seja o mais convidativo :) 
Ingredientes:
- lentilhas
- 1 cebola picada
- 2 dentes de alho picados
- 2 folhas de louro
- 1 cenoura em rodelas finas
- rodelas de chouriço*
- 4 ovos
- 3 colheres (sopa) de polpa de tomate
- vinho branco qb
- sal, piripiri, colorau e cominhos

Comece por demolhar as lentilhas em água fria durante cerca de 30 minutos (ajuda a que cozam mais rápido).
Leve ao lume um tacho com um fio de azeite, a cebola, os alhos e o louro. Quando a cebola amolecer, junte a cenoura, o chouriço, a polpa de tomate e o vinho, deixe refogar um pouco. Junte as lentilhas e os temperos, cubra com água e deixe cozinhar as lentilhas. (se for necessário, junte mais água). Quando as lentilhas estiverem cozidas, rectifique os temperos e junte os ovos. Deixe cozinhar mais 2 minutos e sirva logo de seguida. Pode acompanhar com arroz, caso deseje. 

* use chouriço de boa qualidade, eu usei chouriço mouro, corrente e bacon.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Desejo a todos um Feliz Natal ...


imagem retirada da net

Desejo a todos que por aqui passam um santo natal, cheio de amor, saúde, paz e dinheiro. Que tudo o que desejam se concretize e que estejam junto de quem mais amam neste dia tão especial. Um beijinho a todos :)

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Lista de Natal - dicas para um natal sem stress

presentes-de-natal-wallpaper_934b0
imagem retirada da net
Com o Natal à porta, surgem as típicas preocupações para quem vai receber em casa. Há o menu a preparar, as decorações, as compras de última hora, a lista de presentes, ou seja, uma data de coisas que acabam por nos pôr em alvoroço. Como eu não gosto de stress e procuro ser o mais organizada possível, geralmente tenho uma check-list para me orientar e procuro ter tudo encaminhado até dia 23 de dezembro. Deixo-vos aqui algumas sugestões a ter em conta nesta fase dos preparativos para não se preocuparem muito :)

1º - a lista de presentes

Não há nada pior do que nos faltar um presente, que deixamos para a última hora e depois acabámos por nos esquecer ou não ter a oportunidade de o comprar. Nesta fase já convém ter tudo comprado e caso vá oferecer algo feito por si, convém também já estar pronto. Não deixe os embrulhos para a última hora.

2º - a ementa 

Em primeiro lugar convém ter a certeza de quantas pessoas terá na sua mesa. Depois é só elaborar uma ementa simples, não entre em complicações. Faça apenas receitas que tem a certeza que correm bem, não deixe para esta altura o teste de receitas novas. Opte por receitas que podem ser preparadas com antecedência. Se forem muitos, pode sempre organizar-se com os restantes convidados e combinar para que tragam algo para a mesa (assim diminui o seu trabalho e orçamento). 

3º - a decoração

Em princípio, nesta altura já terá a casa decorada mas também é importante ter uma mesa bonita para receber os convidados e convém já ter uma ideia de como a vai decorar. Uma toalha simples (se puder ser impermeável ainda melhor), guardanapos de papel decorados, um serviço de mesa bonito e um arranjo de natal com umas velinhas fazem logo a diferença.

4º - os aperitivos

Tenha um espaço na sala com os aperitivos, entradas e bebidas para quando os convidados chegarem. Uma boa forma de se entreterem enquanto esperam pelo jantar e convivem.

5º - a diversão

Caso tenham crianças, deixem um espaço preparado para elas se divertirem. Tenham também preparados alguns jogos e filmes para os mais velhos.


Não deixe para o dia 24 de dezembro as compras. É sempre complicado entrar e sair dos hipermercados, shoppings e mesmo do comércio local, o que lhe vai atrasar imenso. Centre-se na ementa e na decoração, na preparação do seu look (sim porque como anfitriã tem todo o direito de estar deslumbrante) e em se divertir ...
  

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Bolo de maçã light (sem gordura e com frutose)


Com o aproximar do Natal, convém não abusar de doces e gorduras, já que nos vamos empanturrar deles depois :). Mas como não consigo viver sem um docinho ao domingo, tinha mesmo de fazer algo para adoçar a minha alma. Quando vi este bolo aqui no cantinho da Avelã, tive a certeza que o tinha de fazer e nada como este fim de semana para o testar. Como não tinha a quantidade pedida de aveia e tive medo que não ficasse doce, alterei um pouco a receita e saiu um bolo fofo e húmido, bem saboroso, aprovado por todos os que experimentaram :) 
Um bolo para se comer sem muitas culpas, desde que seja de forma moderada é claro ...


Ingredientes:
- 3 ovos
- 250ml de puré de maçã*
- 50g de frutose**
- 70g de flocos de aveia
- 130g de farinha com fermento
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 110ml de leite magro
- 2 a 3 maçãs docinhas
- canela em pó qb

Bater as gemas com a frutose e o puré de maçã. Juntar o leite e bater. Misturar a farinha com o fermento, os flocos de aveia e a canela, envolver no preparado e bater bem. Bater as claras em castelo e envolver na mistura delicadamente. Verter para uma forma redonda (untada e polvilhada), colocar por cima as maçãs em fatias ou cubinhos e pressionar um pouco na massa. Levar ao forno, a 180º, até a massa estar cozida (fazer o teste do palito).  



* para o puré de maçã, costumo cozê-la com um pouco de água (muito pouca) e depois trituro com a varinha mágica. Pode ser congelado assim simples e depois utilizado em doces ou salgados.

** fica um bolo levemente doce, se quiser pode aumentar um pouco a quantidade para os mais gulosos.


domingo, 20 de dezembro de 2015

Pão de ló ... a receita perfeita (pelo menos cá em casa)

Ficou um pouco tostadinho mas cá em casa gostam assim :(
Adoro pão de ló e este é mais um dos doces que nunca falta na nossa mesa de Natal. Tendo preferência por o pão de ló de fatia e não o de ovos moles, experimentamos algumas receitas mas esta tornou-se mais uma cá de casa e posso-vos dizer que esta é mesmo perfeita, não tem como errar mesmo. 
Digo isto porque no Natal do ano passado, quando o estava a preparar, tudo correu mal. A farinha já tinha acabado a validade (era do irmão que compra a farinha e se esquece dela no armário) e era sem fermento, eu como não reparei também não coloquei fermento e, para complicar um pouco mais, as claras não ficaram em castelo firme. Quando o coloquei no forno estava mesmo convencida que seria algo digno do lixo e não da mesa de consoada mas, contrariando tudo e todos, saiu fofo, húmido qb e cresceu, mesmo sem o dito fermento. 
Concluindo, é a receita perfeita :)

Como podem ver, este é o tal em que tudo correu mal 
Um interior mesmo fofo e delicioso  
Ingredientes:
- 9 ovos
- 3 gemas
- 300g de açúcar*
- 150g de farinha com fermento

Bater as gemas com o açúcar durante 15 minutos até obter um creme leve e fofo. Juntar a farinha com cuidado e por fim as claras batidas em castelo. Verter para uma forma de buraco forrada com papel próprio (ou em último caso papel cavalinho, daquele que se usa para desenhar). Levar ao forno a 180º, durante cerca de 45 minutos ou até dourar e o teste do palito sair quase seco. Cá em casa gostamos dele levemente húmido mas se gostar mais seco, deixe ficar no forno até o palito sair completamente seco. Ele fica bom de qualquer forma :)

* como temos reduzido o consumo de açúcar cá em casa, agora tenho colocado apenas 250g e ainda achámos bem docinho. Mas para a maior parte dos paladares, com 300g fica perfeito.

Sonhos de Natal


As tradições são algo que, no meu ver, devemos sempre respeitar. Como tal, os doces típicos desta época nunca faltam cá em casa, e os sonhos de natal são um dos que não podem MESMO faltar (senão o meu irmão entra em depressão). 
Esta receita foi a primeira que testámos e mesmo tendo feito outras depois, acabámos sempre por voltar a esta e desde então é a receita cá de casa. Polvilhados com açúcar e canela, super fofos, ficam mesmo ao nosso gosto e desaparecem num abrir e fechar de olhos. 
Com o Natal à porta, deixo-vos aqui esta delícia, se quiserem experimentar e dar o vosso veredicto :)

Desculpem as fotos mas estas são do ano anterior, altura essa em que eu ainda não imaginava ter um blog
Ingredientes:
- 250g de farinha (eu uso sempre com fermento)
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 1/2 litro de água
- 1 casca de limão grande
- 5 a 6 ovos médios
- 1 colher (sopa) de margarina
- 1 colher (chá) de sal

Levar ao lume a água com a margarina, a casca de limão e o sal. Deixar ferver durante 5 minutos, retirar a casca de limão e juntar a farinha misturada com o fermento de uma só vez, mexendo sempre até se soltar do tacho. Deixar arrefecer um pouco e ir juntando 1 ovo de cada vez, batendo sempre entre cada adição (pode não ser necessário o último ovo). 
Fritar colheradas de massa, em lume médio/brando. Frite poucos de cada vez e vá virando a massa, picando-a com um garfo (os sonhos estão no ponto quando começarem a rachar). Deixe escorrer sobre papel absorvente e passe sobre açúcar e canela. 

Nota: para os manter sempre fofos, costumo polvilhar uma parte com açúcar e canela, e deixar alguns simples para polvilhar mais tarde. Desta forma, eles não ganham humidade e mantêm-se sempre como se tivessem acabado de fazer.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Semifrio de morango e manga ... um bolo de aniversário diferente

Uma das coisas que mais gosto de fazer são mesmo as sobremesas. E ainda gosto mais quando me é pedido algo específico como foi o caso aqui. Este semifrio serviu como bolo de aniversário para alguém que adora estes dois aromas e modéstia à parte, fiquei bastante satisfeita com o resultado, assim como a aniversariante :)


Para o bolo:
- 70g farinha com fermento
- 40g açúcar
- 2 ovos
- 1 colher (chá) de baunilha

Para o creme de morango:
- 200ml de natas
- 2 claras
- 400g de morangos madurinhos
- 4 folhas de gelatina
- 5 colheres (sopa) de açúcar*

Para o creme de manga:
- 200ml de natas
- 2 claras
- 300ml de polpa de manga
- 4 folhas de gelatina
- 5 colheres (sopa) de açúcar*

Para a cobertura:
- 200ml de polpa de manga
- 2 folhas de gelatina


Para o bolo, bater as claras, juntar o açúcar aos poucos e bater cerca de 15 minutos. Juntar as gemas, uma a uma. Envolver a farinha aos poucos e o aroma de baunilha. Levar ao forno a 180º durante cerca de 30 minutos (em forma untada e polvilhada). Deixar arrefecer e coloque no fundo de uma forma de ao amovível. Reservar.

Para o creme de morango, triturar os morangos. Bater as natas com três colheres de açúcar, juntar o puré de morango. Bater as claras em castelo com o restante açúcar e envolver no creme, Derreter as folhas de gelatina e envolver no preparado. Verter sobre o bolo e levar ao frio até solidificar.

Para o creme de manga, bater as natas com três colheres de açúcar, juntar a polpa de manga. Bater as claras em castelo com o restante açúcar e envolver no creme, Derreter as folhas de gelatina e envolver no preparado. Verter sobre o creme de morangos e levar ao frio até solidificar.

Para a cobertura, demolhe as folhas de gelatina, escorra-as e derreta no microondas (cerca de 10 segundos). Misture com a polpa de manga e verta sobre o semifrio. Deixe solidificar e desenforme. Decore a gosto.


* a quantidade de açúcar fica ao critério de cada um, cá em casa não gostamos de sobremesas muito doces mas se quiser pode provar e aumentar um pouco na quantidade de açúcar se desejar.

Nota: para derreter a gelatina, primeiro demolhe as folhas em água fria. Escorra e leve ao microondas 10 segundos. para utilizar, misture primeiro uma parte do creme e tempere a gelatina, depois envolva no restante preparado.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Tranches de pescada com especiarias acompanhado de couscous

Eu sou uma pessoa muito esquisita quando se trata de peixe mas pescada sempre foi um dos que eu sempre gostei confeccionado de qualquer maneira. Esta receita revelou-se uma óptima forma de comer peixe, um prato cheio de sabor e bem saudável. 


Ingredientes (2 pessoa):
- 2 tranches de pescada
- 1 courgette pequena
- 1 cenoura pequena
- 6 cogumelos brancos
- 1 cebola
- 3 dentes de alho
- 2 folhas de louro
- 3 colheres (sopa) de polpa de tomate
- vinho branco qb
- um fio de azeite
- sumo de 1 limão
- especiarias (usei gengibre em pó, erva príncipe, cominhos e colorau)
- sal e pimenta qb

Para os couscous:
- 1 medida de couscous
- 1 medida de água
- açafrão, colorau e sal
- hortelã e salsa picada qb
- sumo de limão

Tempere o peixe com sal, pimenta, 1 dente de alho picado e o sumo de limão. 

Aqueça a água temperada com o açafrão, o colorau e o sal. Quando estiver quente, junte os couscous, mexa e tape. Deixe repousar 5 minutos. Junte o sumo de limão e as ervas e envolva bem. Rectifique os temperos se necessário. (se for preciso, junte mais um pouco de água). Reserve.

Num tacho, refogue em azeite a cebola cortada em meias luas e os dentes de alho picados. Quando a cebola amolecer, junte a courgette e a cenoura cortadas em rodelas finas, os cogumelos laminados, o vinho, a polpa de tomate e as especiarias. mexa e deixe refogar cerca de 3 minutos. Junte um pouco de água e deixe cozinhar os legumes. A meio da cozedura, junte o peixe e a marinada e deixe o peixe cozer e o molho apurar. Sirva de seguida com os couscous.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Esparguete de courgette com mexilhões salteados


Esta receita surgiu de um sonho. Eu não sei como é com vocês mas eu acho que não devo ser normal. As minhas principais memórias têm quase sempre comida pelo meio e mesmo quando estou a dormir, a comida acaba por entrar lá pelos sonhos sem ser convidada. 
Uma noite destas, sonhei com uns mexilhões salteados acompanhados de massa esparguete. Como sou uma pessoa que gosta de realizar os sonhos, lá pus as mãos à obra e fui fazer a dita. No entanto, como tinha umas courgettes pequenas em casa e já tinha ouvido falar de esparguete de courgette, porque não experimentar também. Não ficou bem o prato do sonho mas ficou bem mais saudável e também muito bom. Gostei bastante de comer assim este legume, embora não tenha ficado um esparguete perfeitinho, mas como nem sempre o aspecto é o mais importante ...


Ingredientes (para 1 pessoa):
- 1 courgette pequena
- 1/2 cebola picada
- 1 dente de alho picado
- mexilhões qb
- 1 gole de whisky
- 1 folha de louro
- azeite,
- colorau, açafrão, sal e piripiri qb

Corte a courgette em tiras finas (eu usei o descascador de legumes para cortar em lâminas finas e depois com a faca cortei em tiras). Escalde-as em água a ferver temperada com sal.
Leve ao lume o azeite e refogue nele a cebola, o alho e o louro. Quando a cebola amolecer, junte os mexilhões, tempere com o colorau, sal, piripiri e açafrão. Junte o whisky e deixe cozinhar (se for necessário, junte um pouco de água). Junte as tiras de courgette e envolva bem. Deixe estar ao lume mais 2 minutos e sirva de seguida.

Nota: pode substituir o mexilhão por camarão.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Doce de custard e gelatina ... ou uma espécie de trifle pobre


Com o frio que está lá fora, só apetece estar à tarde bem embrulhada numa manta, sentada no sofá com um chá quentinho, a ver uma boa série de televisão. No entanto, isso não implica que não possamos comer algo fresco ao almoço e como domingo é dia de sobremesa, este fim de semana não podia ser diferente. Estas tacinhas surgiram de improviso, mais concretamente da necessidade de gastar uns ingredientes e experimentar outros. Como ficaram bem saborosas, não quis deixar de partilhar esta gulosice com vocês, que fica fresca (sem nos gelar) e doce qb, receita a repetir várias vezes ... 




Ingredientes:
- bolo de baunilha qb (restos de bolo)
- 1 pacote de gelatina de ananás

- 2 claras
- 1 colher (sopa) mal cheia de açúcar
- coco ralado qb

Para o creme:
- 500ml de leite magro
- 3 colheres (sopa) mal cheias de açúcar
- 2 e 1/2 colheres (sopa) cheias de custard powder*
- 1 colher (sopa) de margarina (para a próxima vou omitir)
- 1 casca de limão grande
- 1 pau de canela

Comece por preparar a gelatina conforme as instruções da embalagem, leve ao frio até solidificar e corte em cubos pequeninos. Corte o bolo em cubinhos e reserve.
Dissolva a farinha custard em metade do leite, junte os restantes ingredientes e leve ao lume até engrossar, mexendo sempre. Retire e tape com película aderente (colocar mesmo por cima do creme para ele não ganhar uma camada dura). 
Bata as claras em castelo, junte a colher de açúcar e continue a bater até ficar bem firme, Envolva no creme já morno.
Em taças individuais ou numa taça grande coloque uma camada de creme, uma de bolo, uma de creme, uma de gelatina e finalize com outra de creme. Polvilhe com coco ralado e leve ao frio até refrescar.  


Notas:
- pode alterar os sabor do bolo e da gelatina. Também pode substituir o bolo por bolachas.
- se quiser, junte fruta fresca (de preferência do sabor da gelatina)

* custard powder é uma farinha de amido de milho com sabor a baunilha, geralmente encontra-se nos supermercados junto aos produtos para fazer doces e sobremesas.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Sopa de peixe


No inverno, um prato de sopa bem quente é o que eu considero um bom jantar. Não que eu seja uma fã de sopa, mas de vez em quando sabe-me tão bem. No entanto, embora cá em casa sejam todos fãs de sopa, de peixe não consigo ter adeptos a não ser mesmo eu. Mas isso não me impede de a fazer de vez em quando e esta semana foi uma dessas vezes, agora que as noites estão bem frescas. Uma sopa bem composta, que serve como refeição, seguida de uma peça de fruta, um jantar perfeito.

Ingredientes (3 pessoas):
- 2 a 3 filetes de pescada
- 3 delícias do mar
- 1 tomate maduro picado
- 1/2 cebola picada
- 1 dente de alho picado
- 2 folhas de louro
- 1/3 de pimento
- 1 courgette ou 2 batatas
- 1 caldo de marisco
- feijão manteiga qb
- salsa picada qb
- sal e piripiri qb

Coza o peixe em água com o caldo de marisco. Retire o peixe e reserve a água. 
Num tacho, refogue em azeite a cebola, o alho e o louro. Quando a cebola amolecer, junte o tomate, o pimento e a batata, deixe refogar um pouco, junte a água reservada e deixe cozer os legumes. Passe tudo com a varinha mágica e leve novamente ao lume. Quando levantar fervura, junte o peixe, o feijão, as delicias do mar e a salsa picada, deixe cozinhar cerca de 5 minutos. Sirva quente, polvilhada com salsa picada e tostinhas.

sábado, 12 de dezembro de 2015

Bolo-pudim de laranja

Há receitas que nos passam ao lado e há outras que nos ficam na cabeça, e esta é uma delas. Posso-vos dizer que esta está há anos na minha cabeça e só agora foi feita (talvez por medo que a coisa corresse mal). A verdade é que fui adiando e até me esqueci dela até o meu irmão achar engraçada e pedir para fazer, ou melhor, meter as mãos na massa. Como ele não tem experiência na doçaria, tornei-me a sua ajudante e assim saiu esta sobremesa, que gostei bastante e posso-vos dizer que vai ser feito mais vezes cá em casa, com outros sabores ... Se nunca o fizeram, não temam porque na realidade as camadas separam-se mesmo e já que estamos na época natalícia, porque não tê-lo na mesa da consoada :) 



Ingredientes para o pudim:
- 4 ovos
- 1 lata de leite condensado
- sumo de 1 laranja e o restante em leite até perfazer 2 latas (medida do leite condensado)
- caramelo líquido qb

Ingredientes para o bolo:
- 4 ovos
- 2/3 chávena de açúcar
- 1 chávena com o sumo de 1 laranja e o restante em leite
- raspa de 1 laranja
- 2 chávenas de farinha com fermento

A chávena usada tinha a capacidade de 240ml



Ligar o forno a 180º, colocar dentro um tabuleiro (maior que a forma) com água. Barrar uma forma com o caramelo e reservar.
Para o pudim, bater todos os ingredientes e verter na forma.
Para o bolo, bater as gemas com o açúcar, juntar os líquidos alternando com a farinha. Envolver por fim as claras em castelo. Verter sobre o pudim e levar ao forno (em banho-maria) até o bolo estar cozido. Deixar arrefecer por completo na forma e desenformar. Manter no frio até à hora de servir. Se quiser pode juntar mais um pouco de caramelo quando servir.

Nota: nós achámos que a camada de bolo deveria ser mais pequena e para a próxima irei fazer apenas metade da receita do bolo e ter as duas camadas em tamanho idêntico :)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Frango à brás


Bacalhau à brás deve ser dos pratos que todos os portugueses já comeram um dia e que geralmente toda a gente gosta. Mas porque não experimentar outras variações do brás e esta receita é a prova de que realmente podemos alterar a proteína e ter na mesma um prato excelente. 
Como me tinham sobrado uns restos de frango assado no forno e tinha um pacote de batata palha aberto a precisar de ser consumido, porque não experimentar fazer um "à brás" e ver se resultava tão bem como o tradicional de bacalhau ... 
Bem, o que vos posso dizer é que fiquei fá desta receita, não sei se foi pelo sabor do frango (acho que foi, ele estava muito bom), mas sinceramente passei a gostar mais do frango à brás que do tradicional bacalhau. Além disso, experimentei pela primeira vez colocar batata palha de pacote e não as habituais batatas fritas caseiras e gostei bastante, porque foi super prático e consegui fazer este prato em cerca de 10 minutos, sujando pouquíssima loiça ... receita a repetir com certeza várias vezes.  


Ingredientes:
- sobras de frango assado*
- batata palha
- cebola em meias luas finas
- dentes de alho
- um fio de azeite
- salsa picada 
- ovos batidos
- azeitonas

Comece por refogar no azeite a cebola em meias luas finas e o alho partido a meio. Quando a cebola amolecer, retire o alho e junte o frango desfiado (se tiver molho, pode colocar um bocadinho do molho). Deixe refogar um pouco e junte a batata palha e uma parte da salsa picada. Envolva bem e deixe cozinhar um pouco. Retire do lume e junte os ovos batidos. Envolva muito bem e leve novamente ao lume (brando), mexendo sempre até os ovos estarem na consistência que goste (cremosos ou bem cozidos). Rectifique os temperos e sirva de imediato, polvilhado com salsa picada e azeitonas.

* pode utilizar sobras de frango assado ou estufado (a melhor opção). Caso não tenha, pode cozer o frango com  cebola, alho, louro e algumas especiarias a gosto que também fica bom.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Tronco de Natal


Existem tradições de Natal que nos remetem para a infância e existem outras que nos foram conquistando e acabamos por as inserir nos rituais da família. O tronco de Natal é um desses exemplos. Apareceu cá em casa à cerca de 6 anos e fez-se de convidado na consoada, como foi muito bem recebido, acabou por voltar nos restantes anos e hoje em dia a mesa da consoada não está completa enquanto o coitado não aparece. Caso ainda não o conheçam, apresento-vos agora e espero que o recebam tão bem como nós cá em casa :)



Ingredientes:
- 5 ovos
- 130g de açúcar
- 150g de farinha com fermento
- 1 colher (chá) de essência de baunilha ou raspa de limão

Para a cobertura:
- 200g de chocolate de culinária
- 200ml de natas ou cerca de 1 dl de leite

Para o recheio*:
- 1/2 litro de leite
- 2 e 1/2 colheres (sopa) de farinha custard
- 3 colheres (sopa) de açúcar
- 1 casca de limão
- 1 pau de canela
- 30g de margarina

Bater as gemas com o açúcar até obter um creme fofo. Acrescentar a farinha e as claras batidas em castelo, envolvendo delicadamente. Adicionar por fim a baunilha ou raspa de limão. Verter para uma forma rectangular (forrada com papel vegetal) e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, até estar cozido.
Retirar do forno e desenformar sobre um pano húmido, rechear com o creme e enrolar. Deixar arrefecer. 

Para o creme, dissolver a farinha em 1/4 de leite. Juntar os restantes ingredientes e levar ao lume brando, mexendo sempre até engrossar. 
Para a cobertura, derreter o chocolate com o leite ou natas e reservar.

Cortar os topos da torta na diagonal e colocar nas laterais ou topo do bolo para simular os cortes da madeira. Barrar com o chocolate, passar um garfo para fazer os riscos típicos da casca de árvore e depois decorar a gosto. Eu costumo colocar alguns verdes e pinhas e depois polvilho com açúcar em pó para simular a neve. Servir fresquinho, de preferência.


* pode substituir o creme custard por chantilly ou outro a gosto. 

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Pãezinhos folhados de chouriço


Cá em casa gostamos muito de pães recheados, preferencialmente com recheios salgados, e por isso, volta e meia lá sai um petisco para abrilhantar a nossa mesa do lanche. Além disso, desde que descobri esta massa gosto muito de a fazer, é simples (eu sei que não parece mas realmente é), tem muito menos gordura que as massas folhadas (por ser uma massa levedada) e sabemos o que estamos a comer :)

Assim sendo, estes pãezinhos surgiram da necessidade de gastar um resto de chourição que andava perdido no frigorífico e como andava também com vontade de comer uns croissants, junta-se as duas ideias e voilá, saíram estas maravilhas, principalmente ainda quentinhos ... 

fiz vários de chourição ...
e ainda deu para uns croissants ...
Ingredientes:
- massa de croissants (ver aqui a receita)
- chourição e queijo fatiado qb
- ovo batido para pincelar

Faça a massa dos croissants (desta vez despachei a receita - dobrei e estiquei tudo de uma só vez, sem dar os descansos no frigorífico porque estava frio e a massa não amoleceu demais). Estique bem a massa, corte rectângulos, coloque o chourição e o queijo, dobre a massa e deixe levedar até aumentar um pouco (cerca de 1 hora). Pincele com ovo batido e leve ao forno a 200º, até dourar. Não deixe cozer demais e se puder, coma-os ainda quentinhos, uma delícia.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Ideias para a decoração da mesa de Natal

Nada como planear e antecipar para que tudo corra bem e sem stress. Com o aproximar do Natal, temos de começar a pensar já na mesa da consoada, tanto na ementa como na decoração (sim, porque esta é também muito importante, o nosso cartão de visita para quem nos vem fazer companhia). Como tal, resolvi fazer um pequeno post, com dicas para as vossas mesas, soluções simples, baratas mas, acima de tudo, bem giras :) 

Centro de mesa para decoração de Natal
Imagem retirada da net

1 - Toalhas e guardanapos
O importante que deve ter em atenção é o tipo de toalha a escolher. Embora ache super giro aquelas toalhas rendilhadas, feitas à mão, acho mais prático utilizarem toalhas simples, fáceis de limpar (de preferência impermeabilizáveis) porque nestas alturas existe sempre um copo entornado e assim torna-se mais fácil a sua limpeza. Existem no mercado diversas variedades, de vários tamanhos e a preços muito acessíveis.
Em relação aos guardanapos, aconselho o uso de guardanapos de papel, daqueles com folha reforçada. Existem em vários padrões e cores, facilmente conjugáveis com as toalhas. Utilize argolas, laços, ou outro elemento para prender os guardanapos e dar um toque sofisticado a um simples papel.
Para complementar a toalha, pode optar por colocar um corredor de mesa, em cores contrastantes com a toalha, para embelezar e dar "aquele toque" final na mesa.

2- Loiça e talheres
Use a loiça que tem guardada para dias especiais, não tenha medo que se estrague. Caso não tenha loiça suficiente do mesmo conjunto, intercale dois serviços diferentes (desde que tenham semelhanças entre si). Use marcadores de pratos para dar um toque "chic" à mesa, hoje encontram-se facilmente em qualquer grande superfície, nas lojas dos chineses, em casas de artigos para o lar, ...
Não coloque demasiados copos na mesa, só vão confundir os convidados e ocupar espaço na mesa. Um copo para a água e outro para o vinho são suficientes.
Em relação aos talheres, coloque apenas na mesa os que vão ser necessários para a refeição.
Pode colocar no topo da mesa ou numa mesa de apoio, os pratos de sobremesa, talheres e copos de champanhe, além de uns guardanapos extra para que os convidados se sirvam.

3- Arranjo de mesa
Opte sempre por arranjos baixos, que não interfiram com a visibilidade da mesa. Pode optar por colocar verdes, flores, bolas, pinhas, velas, ..., o que mais gostar, ou melhor, o que tiver por casa. Aqui eu costumo procurar sobras da decoração do pinheiro, uns verdes para dar um toque verde natural e umas velas. Não complique muito, quanto mais simples for o arranjo mais bonito irá ser :)
Se quiser pode colocar umas velas espalhadas pela mesa, ficam sempre bem e dão um ar mais quente à mesa.

Imagem retirada da net
4- Marcadores de lugares
Se quiser que as pessoas se sentem em lugares específicos, convém colocar os seus nomes. Pode imprimir um cartão com o respectivo nome e colocá-lo junto do copo. Existem na net vários sites onde se pode imprimir cartões e etiquetas com motivos natalícios. 

5- Extras
Também é giro criar uma ementa e colocá-la sobre o prato, assim os convidados sabem o que lhes espera :)
Outra coisa que também já fiz algumas vezes é criar umas caixinhas pequenas de cartão (em formato de presentes), colocar uns bombons lá dentro para serem comidos com o cafézinho e terminar com um bonito laçarote no topo. Deixar as caixinhas junto aos marcadores de lugar, como uma pequena lembrança para os convidados.

Decoracao  Mesa Natal Dicas
Imagem retirada da net

Em relação às cores, temos o tradicional verde, vermelho e dourado, mas podemos colocar outras cores a gosto como o prateado, roxo, azul, laranja, bem as cores são mesmo o que mais gostarmos.

Deixo-vos aqui duas sugestões que estive a testar, uma em tons de vermelho e dourado, outra em tons de dourado e prateado, bem simples, com coisas que tinha em casa, ou seja, sem gastar um tostão. espero que gostem :)

Em tons de vermelho e dourado ...




Em tons de prateado e dourado ...





E vocês, já sabem como vão decorar as vossas mesas?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...