sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Cheesecake de maçã


Seja inverno ou verão, algo que adoro sempre comer são os cheesecakes. E, embora o verdadeiro cheesecake seja o de forno, confesso que gosto mais dos de frio (que para muitos são semifrios de queijo). E por gostar tanto, volta e meia sai mais um para a sobremesa de domingo. O que vos trago hoje foi feito na altura em que abundavam cá em casa as maçãs do quintal e como temos de arranjar sempre novas formas de as gastar, num cheesecake ficaram uma delícia. Diria até que este passou a ser um dos meus cheesecakes preferidos da actualidade. E como estamos à porta do fim-de-semana, que tal experimentarem este para a vossa sobremesa?



Ingredientes da base:
- 200g de bolacha maria triturada
- 80g de manteiga derretida
- 1 colher (chá) mal cheia de canela em pó
- 1 a 2 colheres (sopa) de leite

Ingredientes do recheio:
- 400g de queijo-creme
- 200ml de natas
- 4 colheres (sopa) de açúcar
- 3 ovos
- 7 folhas de gelatina
- 100ml de puré de maçã (aromatizado com canela e erva-doce)

Ingredientes da cobertura:
- 3 maçãs grandes em cubos
- 2 colheres (sopa) de vinho do Porto
- canela em pó qb

Comece por preparar a base. Misture todos os ingredientes até obter uma farofa. Verta numa forma de fundo amovível e calque bem. Reserve.

De seguida, prepare a cobertura levando tudo ao lume até que a maçã amoleça ligeiramente. Verta um 1/3 do preparado sobre a base de bolacha e reserve a restante maçã para a cobertura.

Para o recheio, comece por demolhar a gelatina em água fria durante cerca de 5 minutos. Depois escorra e leve ao microondas durante cerca de 10 a 15 segundos para derreter. Retire e mexa ligeiramente.
Separe as gemas das claras e bata as claras em castelo. Bata as natas com 2 colheres de açúcar. Bata as gemas com o restante açúcar até clarear. Acrescente o queijo e o puré de maçã e bata mais um pouco. Envolva com uma espátula neste preparado as natas batidas, as claras e por fim a gelatina derretida (eu costumo juntar primeiro à gelatina um pouco do preparado, mexo e só depois envolvo no recheio).
Verta o recheio na forma e leve ao frigorífico para solidificar (pelo menos 5 horas). Depois de solidificado, espalhe a maçã por cima e desenforme.


quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Lamingtons ... um doce australiano


Estamos a meio da semana, uma semana bem fria por sinal. Não sei se é impressão minha mas agora sim, acho que o inverno chegou. E não existe nada melhor para fazer face ao frio como uma chávena de bebida quente e um bolo caseiro para acompanhar, não acham? Por isso, hoje trago um docinho perfeito para esse efeito, que até nem fica muito doce e aguenta vários dias no frigorífico sem perder qualidade. Estou a falar-vos dos Lamingtons, uns quadrados de bolo fofo cobertos com chocolate e coco, oriundos da Austrália. 
Este doce surgiu, assim como muitos outros, de um acaso na cozinha ou um desastre culinário (diria antes). Segundo consta a história, a criada do lord Lamington deixou cair o bolo preferido do governador dentro de uma taça cheia de chocolate. Como o lord não gostava de desperdícios, sugeriu que o bolo fosse então passado por coco ralado para que não se notassem sinais de dedadas. Como o lord adorou esta nova iguaria, a criada foi muito elogiada e o lord ficou conhecido não pelo seu trabalho mas sim pelo famoso bolo que teve direito a receber o seu nome.
Desastres à parte, estes quadrados são óptimos e com eles estou a participar em mais uma edição do Sweet World, desafio da Lia e da Susana, que já conta com 2 anos de gulosices do mundo. Simples ou recheados com marmelada, ambas as versões ficam muito saborosas e não conseguimos consenso quanto à melhor opção. Por isso, espero que gostem tanto como nós e quem sabe os experimentem um dia destes, até porque com o frio têm um bom pretexto para ligar o forno.



Ingredientes da massa:
- 4 ovos
- 110g de açúcar
- 140g de farinha com fermento

Pré-aqueça o forno a 180º. Unte um tabuleiro de 30 x 20cm com manteiga e polvilhe com farinha.
Bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura cremosa e que triplique de volume. Acrescente aos poucos a farinha peneirada e envolva delicadamente com uma espátula. Verta a massa para o tabuleiro e leve a assar durante cerca de 25 minutos ou até que o teste do palito saia seco. Retire do forno e desenforme. Deixe arrefecer por completo.



Ingredientes para a cobertura:
- 200g de chocolate de culinária 
- 120 a 150ml de leite
- 30g de manteiga
- coco ralado qb
- marmelada dissolvida num pouco de água (opcional)

Misture o chocolate partido com a manteiga e o leite. Leve ao microondas durante 1:20 minuto, retire e mexa até dissolver o chocolate e obter um creme homogéneo. Se necessário, leve novamente ao microondas mais uns segundos. 

Montagem:
Corte o bolo em 20 quadrados. Passe-os pela calda de chocolate com a ajuda de 2 garfos e depois passe-os pelo coco ralado. Deixe secar.
Caso queira, corte alguns quadrados a meio e recheie com a marmelada. Depois prossiga da mesma forma passando pela calda e coco.


segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Mujadarah ... um arroz de lentilhas árabe


Lá vamos nós de viagem outra vez ... malas preparadas?
Este ano, uma das minhas resoluções para o blogue é dar a volta ao mundo e conhecer cada vez melhor os quatro cantos deste maravilhoso planeta. E se ainda não sou rica para os conhecer fisicamente, vou me aventurando pelos sabores e descobrindo um pouco de cada cultura. 
Por isso, convido-vos a viajar comigo até ao Médio Oriente, uma área que tenho vindo a querer descobrir e da qual me tenho surpreendido pela positiva. A receita de hoje é um prato de arroz muito tradicional da culinária árabe, existindo diversas variações consoante o país mas tendo sempre como base o arroz, as lentilhas e a cebola frita. É considerado um prato de origem medieval, geralmente consumido pelos pobres. Devido ao seu rico valor nutricional até teve direito a um ditado popular no mundo árabe "um homem com fome venderia a sua alma por um prato de mujadarah" . E, embora eu não venda a minha alma por um prato, posso dizer que este arroz fica bastante agradável para o palato (mas bastante diferente do que estamos habituados a comer em Portugal). Se gostam de experimentar coisas novas, não deixem de testar este arroz de lentilhas, fica bom e é perfeito para mais uma "Meat Free Monday". 



Ingredientes para o arroz:
- lentilhas castanhas
- arroz (de preferência agulha)
- sal, pimenta e canela em pó qb
- cebola picada
- um fio de azeite

Comece por demolhar as lentilhas cerca de 1 a 2 horas em água (isto vai fazer com que cozam mais rápido). Depois de demolhadas, lave-as em água abundante e leve-as a cozer em água temperada com sal, pimenta e um pouco de canela em pó. Depois de cozidas, escorra-as e reserve.
Num tacho, refogue a cebola num fio de azeite. Quando a cebola ficar translúcida, acrescente o arroz e frite cerca de 1 minuto, mexendo sempre. Acrescente as lentilhas e 2 medidas (do arroz) de água quente. Tempere com sal e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando.

Ingredientes para a cebolada:
- cebola em rodelas finas
- farinha de trigo
- azeite qb
- sal e pimenta qb

Passe as rodelas de cebola por farinha e frite-as num fio de azeite. Tempere com um pouco de sal e pimenta. Depois de fritas, coloque-as em papel absorvente para retirar o excesso de gordura. Sirva a cebolada por cima do arroz e caso goste, acompanhe com molho de iogurte (receita aqui). 

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Pudim frio de maçã ... sem adição de açúcar


Com a passagem das festas surge agora um momento de contenção nas calorias, em especial nos doces, não acham? Mas isso não implica que deixemos de comer sobremesa até porque se vocês forem como eu, a refeição só fica completa com aquele docinho final (e um café, no meu caso). Por essa razão e não querendo eu aumentar o vosso volume corporal, deixo-vos hoje um pudim de maçã bem saudável, feito especialmente com puré de maçã e claras (algo que abunda em muitos congeladores portugueses). Espero que gostem e quem sabe, experimentem um dia destes ...


Ingredientes:
- 500g de puré de maçã (usei golden)*
- 2 claras em castelo
- 4 folhas de gelatina
- sumo de 1 limão
- raspa de 1/2 limão
- 200ml de natas para bater
- 2 colheres de adoçante (usei stevia)

Comece por demolhar a gelatina em água fria. Passados 5 minutos, escorra e leve ao microondas cerca de 15 segundos ou até derreter (não deixe ferver).
Coloque numa taça o puré de maçã, a raspa de limão, o sumo de limão e a gelatina derretida. Mexa bem e adicione com cuidado as claras em castelo, envolvendo delicadamente. Verta o preparado para uma forma de buraco (previamente passada por água fria) e deixe solidificar pelo menos 6 horas (eu deixo durante a noite).
Depois de solidificado, desenforme passando a forma por água quente e decore com as natas batidas.
Para as natas, basta batê-las com o adoçante até que fiquem firmes.

* Para o puré de maçã, descasquei cerca de 600g de maçã e levei a cozer com um pau de canela e um pouco de água. Depois, escorri e triturei.
Nota final: este pudim não tem a doçura típica a que estamos habituados por isso aconselho a acrescentar açúcar ou adoçante na confecção do puré de maçã caso goste de receitas docinhas.
Como as maçãs que usei já eram bem doces e estamos em contenção de açúcares por cá, não sentimos a necessidade de acrescentar nada já que as natas são adoçadas e fazem bem o contraste com a maçã.


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Bifinhos de porco com cogumelos


Existem dias em que a inspiração para cozinhar parece que nos foge e quanto mais tentamos fazer algo diferente, mais brancas surgem na nossa cabeça (espero que isto não aconteça só comigo). E é nesses dias que eu recorro a receitas infalíveis, aquelas que me deixam sempre bem. Estas costeletas são uma dessas receitas, ficam uma delícia e são feitas num instante, espero que gostem.



Ingredientes:
- 4 costeletas do cachaço de porco (podem substituir por frango ou perú)
- 200g de sour cream (se não encontrarem, usem natas de culinária)
- cogumelos frescos laminados qb (usei brancos e shitake)
- 45ml de vinho do porto
- sal e pimenta qb
- azeite qb

Comece por temperar a carne com sal e pimenta. Aqueça um fio de azeite numa frigideira e cozinhe as costeletas até alourarem de um lado, vire-as e regue com o vinho do porto. Deixe cozinhar mais um pouco e retire-as da frigideira, mantendo-as quentes (eu tapo-as com papel de alumínio).
Na mesma frigideira, cozinhe os cogumelos e quando estes estiverem no ponto, acrescente as natas, mexa e rectifique os temperos. Volte a colocar as costeletas na frigideira e deixe apurar mais 2 a 3 minutos. Se o molho ficar muito grosso, acrescente um pouco de leite.
Sirva de seguida com arroz e salada.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Arroz salteado com legumes e ovo


Com o início de mais um ano, surgem todas aquelas listas de coisas que queremos fazer. E eu não sou diferente de todos mas este ano resolvi ter apenas uma resolução de ano novo - melhorar a minha saúde através da alimentação e exercício. A verdade é que tenho andado muito descuidada neste campo e nem caminhadas tenho feito. E se em termos de peso não tenha sofrido alterações significativas, sinto-me bem mais fraca que anteriormente e sinto a necessidade de voltar a entrar nos eixos.
Sendo assim, uma das minhas vontades é voltar a ter a "meat free monday" aqui no blogue como incentivo para uma alimentação mais cuidada. E hoje começo a semana com uma receita simples mas que adoro e faço algumas vezes. Pode ser feita de raíz ou feita para aproveitar arroz cozido de sobra, seja como for, fica uma delícia e bem saudável. Espero que gostem ...



Ingredientes:
- arroz cozido qb (usei arroz selvagem)
- ervilhas congeladas
- cenoura em rodelas finas
- pimento vermelho em cubos
- cebolinho fresco picado
- ovos
- sal e pimenta qb
- vinho branco 
- um fio de azeite
- cebola picada
- alho picado

Comece por cozer o arroz em água temperada com sal e um dente de alho. Depois de cozido, reserve.
Bata os ovos com uma pitada de sal e pimenta. Unte uma frigideira com óleo e deixe aquecer bem. Verta os ovos e rode a frigideira até obter uma espécie de crepe. Deixe alourar e vire ao contrário para cozinhar de ambos os lados. Depois de pronto, retire para um prato, enrole e corte em rodelas.
Leve ao lume um wok com um fio de azeite. Depois de aquecer, junte a cebola picada, a cenoura em rodelas bem finas e o alho picado. Quando a cebola amolecer, junte as ervilhas e o pimento, regue com o vinho e tempere de sal e pimenta. Deixe cozinhar os legumes e se necessário, acrescente um pouco de água. Quando os legumes estiverem no ponto, junte o arroz e envolva muito bem. Rectifique os temperos e deixe cozinhar mais 5 minutos para que todos os sabores se misturem. Sirva de seguida com as rodelas de ovo e o cebolinho picado.


sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Bolo rei fofo ... para festejar o dia de Reis


Se existe algo que nunca falta na nossa mesa nesta altura do ano é o bolo-rei tradicional. Natal, passagem de ano e dia de Reis são três datas em que esta iguaria está presente, não há como falhar. E mesmo não gostando de frutas cristalizadas, adoro senti-las no interior desta massa, juntamente com os frutos secos. Por tudo isto e porque hoje é véspera de Reis, não podia trazer outra sugestão para as nossas mesas festivas, não acham?
Esta receita é a preferida cá de casa há anos, adaptada ao nosso gosto e que já ninguém me deixa trocar (e olhem que este ano bem tentei fazer outras). Fica um bolo-rei bem fofo, doce no ponto certo e bem recheado. Nós adorámos e espero que experimentem e digam-me a vossa opinião. Bons festejos ...



Ingredientes:
- 500g de farinha tipo 65
- 2 ovos
- 50g de açúcar
- 50g de margarina
- 200ml de leite
- 30ml de vinho do porto branco
- raspa de 1 laranja
- 12g de fermento de padeiro fresco
- 1/2 colher (chá) de sal
- 150g de frutos secos (avelãs, nozes, amêndoas e pinhões)
- 50g de sultanas
- 130g de frutas cristalizadas em cubos

Para decorar:
- açúcar em pó
- fruta cristalizada e frutos secos

Dissolva o fermento num pouco de leite. Coloque todos os ingredientes na cuba da MFP (primeiro os líquidos e depois os sólidos, terminando com o sal). Seleccione o programa Massa e deixe amassar e levedar, juntando os frutos quando der o sinal sonoro. Quando o programa terminar, retire a massa, forme uma bola e fure o centro, dando a forma de uma coroa. Deixe levedar mais um pouco (entre 30 minutos a 1 hora), pincele com ovo batido, decore a gosto com os frutos e faça montinhos de açúcar em pó. Leve ao forno, a 180º, cerca de 30 minutos. Deixe arrefecer um pouco e polvilhe com mais açúcar em pó.

Se quiser fazer à mão basta colocar a todos os ingredientes líquidos numa taça grande e depois ir juntando a farinha, mexendo inicialmente com a colher de pau e depois à mão até obter uma massa elástica e que se despega ligeiramente da taça (cerca de 10 a 15 minutos a amassar). Depois tape a taça com um pano e deixe levedar em local aquecido e sem correntes de ar. A partir deste ponto, faça tal e qual a descrição que deixei em cima.

Nota: o segredo para que o bolo-rei fique fofo e se mantenha assim durante dias (pelo menos 3 dias) é não deixar cozer em demasia. O ideal é retirá-lo do forno ainda mole porque depois ele endurece ao arrefecer e assim mantêm a humidade durante dias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...