terça-feira, 14 de novembro de 2017

Sopa de peixe e camarão


As noites estão bem frias ou é impressão minha? Não sei se é impressão mas que tenho tido muito frio, lá isso tenho e já não dispenso a minha manta no sofá. Para aquecer, vou tomando muito chá quente e uma sopinha ao jantar, para reconfortar o estômago e aquecer o corpo. A receita que vos deixo aqui hoje é uma das minhas sopas preferidas, mas como sopas é algo que faço muito a olho, tentei dar as quantidades para que possam também vocês experimentar esta delícia. Espero que gostem.

Ingredientes:
- 2 batatas médias
- 1/2 cebola
- 1 dente de alho
- 1/2 pimento
- 1 caldo de marisco (opcional mas confere um gosto mais concentrado à sopa)
- 1 folha de louro
- 1 fio de azeite
- 3 colheres (sopa) de polpa de tomate
- camarões qb (usei 8 camarões)
- pescada ou outro peixe branco qb (usei 2 postas de pescada)
- 4 delícias do mar
- sal e picante
- água qb
- salsa fresca picada qb
- pão torrado para acompanhar

Comece por levar a cozer o peixe e o camarão num tacho com água, sal, louro e um pouco de picante. Quando estiver tudo cozido, limpe o peixe de espinhas e retire as cascas do camarão. À água da cozedura junte novamente as cascas de camarão e triture muito bem. Coe e reserve o caldo.
Leve ao lume um tacho com a cebola picada, o alho picado e um fio de azeite. Refogue até a cebola amolecer e junte então o pimento em cubos, a polpa de tomate e as batatas em cubos pequenos. Deixe refogar um pouco e acrescente o cubo de caldo de marisco e a água reservada. Tempere de sal e picante e deixe cozinhar as batatas. Quando as batatas estiverem prontas, triture a sopa e junte por fim o peixe desfiado, o camarão cortado em pedaços e as delícias do mar em rodelas. Polvilhe com salsa picada e sirva acompanhada com pão torrado na hora (a minha preferência) ou umas tostinhas quando se tem pressa.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Bolo de chocolate ... sem ovos


Sexta-feira chegou e posso dizer que foi uma semana muito rápida. Não sei o que se passou com o tempo mas não me rendeu nem um pouco o que me dá vontade de poder rebobinar e começar de novo (era tão bom que a vida fosse como um filme em que clicamos na pausa, retroceder, avançar, repetir, ...). Mas se chegou a sexta tão rápido também chegou o dia de pensar em mais um bolo para o fim-de-semana e com o frio que se tem sentido nas últimas noites, só apetece ligar o forno e aproveitar para fazer algo bem guloso. O bolo que vos deixo aqui hoje foi o resultado da necessidade de gastar um achocolatado perdido na despensa que ninguém lhe tocava e como deitar fora comida é algo que nunca faço, dei-lhe assim um excelente uso. 
Este bolo, apesar de não levar ovos, fica com uma consistência muito fofa e ligeiramente húmido, aprovado por todos e já repetido algumas vezes. Espero que gostem tanto como nós cá em casa.




Ingredientes:
- 360g de farinha com fermento
- 1dl de leite
- 2 colheres (sopa) óleo
- 180g de achocolatado
- 130g de açúcar
- 2 colheres (sopa) de vinagre de sidra
- 4dl de chá quente (usei um de frutos vermelhos)
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 colher (chá) de aroma de baunilha

Misture o leite com o vinagre e deixe repousar cerca de 5 minutos. 
Peneire todos os ingredientes secos e misture-os muito bem. Junte a mistura de leite, o óleo, a baunilha e por fim a água bem quente. Bata com a batedeira até que todos os ingredientes se misturem bem. Verta para uma forma untada com manteiga e polvilhada de farinha (a forma pode ser com ou sem buraco, funciona bem em ambas). Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180º, durante cerca de 1 hora (faça o teste do palito para confirmar a cozedura).
Desenforme e depois de frio decore com açúcar em pó ou se for muito guloso, com uma calda de chocolate. 

esta fatia fica para vocês :)

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Ovos rotos de legumes


Sabem aqueles pratos que parece que nos perseguem como uma sombra? Que volta e meia esbarramos neles, como se fosse um lembrete de algo a fazer? Isso aconteceu comigo recentemente com os "ovos rotos". Além do nome engraçado, foi a simplicidade do prato que me fez querer experimentar e durante umas semanas dei de caras com eles sempre que visitava algum blogue amigo ... parecia quase uma conspiração (estou a brincar, lol). Mas a verdade é que depois de tanto ver este prato, lá resolvi também fazer a minha versão e como me estava a apetecer algo vegetariano, substituí o típico chouriço/presunto por pimento e cogumelos para uma versão mais saudável. 


Ingredientes (as quantidades são um pouco a olho):
- 4 batatas médias
- 1 cebola em meias luas finas
- 2 dentes de alho picados
- 1/3 pimento verde em tiras
- 1/3 pimento vermelho em tiras
- 6 cogumelos brancos frescos em lâminas  
- 4 ovos
- salsa fresca picada
- sal e pimenta qb
- azeite

Comece por descascar as batatas e cortar em palitos ou cubos. Tempere com sal e frite-as (eu fritei na fritadeira airfryer para ser bem mais saudável).
Numa frigideira grande refogue a cebola e o alho num fio de azeite. Quando a cebola ficar transparente, junte os cogumelos e os pimentos. Tempe com sal e pimenta e deixe refogar bem. Acrescente as batatas, envolva e por cima coloque os ovos. Tempere os ovos com um pouco de sal e pimenta acabada de moer e deixe cozinhar até a clara estar cozida (cuidado para não cozinhar demasiado a gema, convém que fique líquida). Retire do lume, polvilhe com salsa fresca picada e sirva de seguida.

  

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Macarrão à camponesa no wok


Sabem aqueles dias em que só nos apetece comer coisinhas que reconfortem o estômago? Comigo isso acontece sempre que está frio lá fora, ou melhor, sempre que o meu corpo sente frio. Como hoje foi um desses dias, lá estive eu a pensar o que fazer para o almoço. E depois de uma breve viagem pelo frigorífico e pela despensa lá saiu esta massa, feita muito a olho e em cerca de 15 minutos, que me fez aquecer o corpo e a alma. Não acreditam, experimentem e digam lá se não ficam quentinhos também.


Ingredientes:
- macarrão próprio para o wok (experimentei um da Milaneza)
- água quente
- feijão manteiga cozido
- pimento verde em tiras
- cebola em meias luas finas
- alho picado   
- folha de louro
- chouriço em rodelas finas
- um pouco de vinho branco
- polpa de tomate
- carne de porco em tiras
- sal e pimenta qb
- um fio de azeite

Leve ao lume um wok com a cebola, o alho, o louro e refogue num fio de azeite. Quando a cebola estiver macia, acrescente a carne, o chouriço e o pimento. Deixe refogar mais um pouco e acrescente o vinho, a polpa de tomate, sal e pimenta. Junte a massa e envolva bem. Junte depois a água quente e deixe cozinhar até estar no ponto, mexendo de vez em quando para garantir uma cozedura uniforme  (eu acrescento mais ao menos a mesma quantidade de massa e água). Rectifique os temperos e sirva assim que estiver a massa cozida a gosto.


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Bolo de ananás


Hoje o dia acordou invernoso, com uns toques de trovoada pela manhã, aguaceiros fortes durante todo o dia e um friozinho típico do outono. Embora para muitos este seja um dia feio, confesso que para mim sabe-me bem estes dias assim cinzentos, dias em que só queremos estar em casa. E se estamos em casa, temos então o pretexto para ligar o forno e fazer um bolo caseiro para acompanhar o chá que iremos beber durante o lanche, sentados no sofá com uma manta fofa nos pés e uma série entusiasmante na tv. Tenho razão, certo?
Por tudo isso, deixo-vos hoje aqui uma sugestão de bolo para o fim-de-semana, um bolo de ananás caramelizado de massa muito fofa e levemente húmida. Espero que gostem e experimentem qualquer dia.



Ingredientes:
- 4 ovos
- 110g de açúcar
- 140g de farinha com fermento
- rodelas de ananás em calda
- 4 colheres (sopa) da calda do ananás
- caramelo líquido qb
- leite misturado com a calda do ananás qb (em partes iguais)

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Comece por bater as claras em castelo e quando estas levantarem, junte aos poucos o açúcar até obter um merengue firme. Sempre a bater, acrescente as gemas, uma a uma e depois a calda de ananás. Desligue a batedeira e envolva delicadamente a farinha peneirada com uma espátula.
Unte uma forma com caramelo líquido e decore o fundo da forma com as rodelas do ananás. Verta a massa na forma e leve ao forno cerca de 30 a 40 minutos, ou até o teste do palito sair seco. 
Depois de retirar do forno, pique o bolo e regue com a mistura de leite. Desenforme ainda quente para um prato de servir e depois de frio, conserve no frigorífico (opcional mas gosto mais dele fresco).

   

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Bolo de abóbora com kumquats ... para o halloween


O halloween foi ontem e cá em casa também se festejou. Não que seja uma festa que adore mas com o pretexto de responder ao desafio do "Dia um ... na cozinha", não podia deixar de fazer algo alusivo ao tema. Com o ingrediente principal escolhido (tinha de ser abóbora, não é?) só faltava dar aquele toque assustador à coisa. E como fã de séries criminais que sou, espero que gostem deste episódio de CSI. Venham comigo descobrir quem será o criminoso ... 

fui a primeira a chegar à cena do crime ...
depois chegaram os profissionais ...

Ingredientes:
- 400g de puré de abóbora  
- 3 ovos 
- 0,5 dl de óleo 
- 1,5dl de leite
- 150 g de açúcar 
- 300 g de farinha com fermento 
- 1 colher de (chá) de canela moída  
- compota de kumquats ( ou de laranja)
- buttercream qb para a decoração (ou chantilly)

Ligue o forno o 180º C. Unte uma forma redonda e sem buraco com margarina e polvilhe com farinha. 
Numa tigela, bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura cremosa. Junte o óleo, o leite e bata mais um pouco para incorporar bem. De seguida, acrescente o puré de abóbora cozida, a canela e a farinha. Misture delicadamente e verta o preparado na forma. Leve ao forno a cozer durante 60 minutos ou até que o teste do palito saia seco. Desenforme e deixe arrefecer por completo.
Depois de frio, corte o bolo ao meio e recheie com a compota. Cubra todo o bolo com buttercream ou chantilly, decorando a gosto. Mantenha o bolo no frigorífico e sirva bem fresco.


 

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Arepas con perico


Cá em casa os sábados são sempre sinónimo de petiscos ou receitas diferentes. Gosto sempre de ter uma mesa variada e um jantar descontraído, com conversa à mistura, ou seja, um serão perfeito bem português. Mas se Portugal costuma estar sempre à mesa, desta vez viajamos até à Venezuela e trouxemos para a mesa novamente as arepas (que já vos tinha mostrado aqui) mas desta vez com um acompanhamento diferente, conhecido como perico mas que não é nada mais do que uns ovos mexidos com tomate e pimento. 


Ingredientes da massa:
- 1 medida de farinha de milho pré-cozida
- cerca de 1 medida de água morna
- sal qb

Ingredientes do recheio:
- 1 cebola
- 4 ovos
- 1 tomate grande
- ½ pimento verde
- sal e pimenta qb
- 1 fio de azeite



Para o recheio pique a cebola, o pimento e o tomate. Bata os ovos e tempere-os com sal e pimenta. 
Leve ao lume uma frigideira com um fio de azeite e refogue a cebola até esta amolecer. Junte o tomate e o pimento. Deixe refogar durante cerca de 5 minutos. Baixe o lume para o mínimo e acrescente os ovos, mexendo até envolver tudo e cozinhar os ovos. Rectifique os temperos e sirva com as arepas. 

Para a massa, coloque a farinha numa bacia com uma pitada de sal. Vá acrescentando a água até obter uma massa moldável. Formes pequenas bolas, achate-as e leve a fritar num pouco de óleo, até dourarem de ambos os lados. Escorra-as em papel absorvente e abra-as ao meio. Coloque um pouco do recheio e sirva de seguida acompanhando com salada. 

Notas: 
- as arepas podem ser cozinhadas em óleo abundante ou grelhadas. Eu optei por apenas untar a frigideira com óleo para que a massa não pegasse e depois cozinhei a massa até dourar de ambos os lados. 


sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Bolo de maçã húmido


Como sexta-feira que se preze, este é o dia em que um bolo como sugestão de receita é o mais certo, não acham? Até porque fim-de-semana sem doce não é a mesma coisa, isso garanto. 
Mas também é neste dia que fico sempre indecisa com o que vou fazer e quase sempre questiono os restantes moradores cá de casa sobre o que querem comer. No entanto, a minha sorte é pouca e a resposta geralmente é sempre a mesma - "faz o que quiseres" ou "faz o que te der menos trabalho" ou "surpreende-nos". Ninguém merece até porque a dúvida geralmente ainda aumenta mais.  
E se sou eu a decidir, resolvi gastar umas quantas maçãs colhidas da nossa maravilhosa macieira e fazer algo inspirado numa receita que tinha visto no pinterest em versão pêra. Uma receita que adorei tanto pelo sabor como pela humidade, que vai bem ao lanche com um café ou refresco, uma vez que as temperaturas altas assim pedem algo fresco, mas também é um bolo que vai muito bem como sobremesa, especialmente se forem gulosos como eu e lhe juntarem um pouco de natas ou gelado.
Simples e rápido de se fazer, com ingredientes que geralmente temos por casa, pode ser também o bolo presente na vossa mesa este fim-de-semana, espero que experimentem e se deliciem tanto como eu (que numa semana já se fez 2 vezes).



Ingredientes:
- 3 maçãs pequenas (usei golden cá de casa, bem docinhas)
- 80g de açúcar (pode aumentar até 120g se for guloso ou se as maçãs não forem doces)
- 1/2 colher (chá) de aroma de baunilha
- 2 ovos
- 150g de farinha de trigo com fermento
- 1/2 limão pequeno (sumo e raspa)
- 100ml de leite (uso sempre magro)

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Descasque as maçãs, retire os caroços e corte-as em quartos. Depois corte em fatias finas e regue com o sumo de limão. Reserve.
Bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura cremosa. Junte a raspa de limão, a baunilha, o leite e a farinha, envolvendo com cuidado. Por fim, acrescente a maçã e envolva (não verta o sumo de limão senão este irá tomar conta do sabor do bolo). 
Verta para uma forma previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha (uso uma forma de aro amovível) e leve ao forno durante cerca de 30 a 35 minutos (confirme a cozedura com o teste do palito). Retire do forno, deixe arrefecer cerca de 3 minutos e depois desenforme. Quando estiver frio, decore com açúcar em pó e guarde no frigorífico até à hora de servir (não é necessário mas fica muito mais saboroso).


quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Pão recheado


O mês está quase no fim e com isto já se começa a contar os dias para o natal, não é? Por aqui pelo menos é assim. Por isso, além de já estar a pensar nas decorações, também começo a fazer planos sobre o que por na mesa das entradas e petiscos. Isto para dizer, que quando vejo receitas, são as deste tipo que me chamam mais a atenção. E como hoje é dia 25 e por isso, dia de publicar mais uma receita no grupo de facebook "cantinho das cozinheiras", a sugestão veio directamente do blog "5 meninas, 5 receitas", no qual apenas adaptei um pouco aceitando as sugestões que a Inês tinha deixado no seu blog. Como fã de tudo que é petisco, especialmente daqueles que envolvem pão, esta espécie de paté quente fez as minhas delícias e aconselho a testarem e verem como é bom. Podem adaptar ao que têm em casa e substituir os ingredientes, acrescentar outros, a imaginação não tem limites.



Ingredientes (eu fiz um pouco a olho):
- 1 pão de tamanho médio ou vários individuais 
- cerca de 200g de queijo ralado a gosto (usei flamengo e emmental)
- 100g de chouriço de carne (usei chouriço alentejano)
- 1/4 de pimento vermelho
- 2 dentes de alho
- 1 cebola média
- maionese qb (serve para fazer a ligação dos ingredientes, usei cerca de 4 colheres de sopa)
- oregãos qb

Pique os dentes de alho, a cebola e o chouriço. Corte o pimento em cubos bem pequenosMisture todos os ingredientes. Corte uma tampa no topo do pão e retire o miolo, com cuidado. Coloque a mistura no interior do pão e leve a gratinar em forno pré-aquecido a 200º até dourar. Pode colocar também o miolo do pão no forno para torrar e comer depois com o recheio. 
Sirva logo de seguida com umas tostinhas, como se fosse um paté.

Dica:
Para quem tem uma airfryer (fritadeira sem óleo), coloque o pão no cesto e programe 200º durante 3 a 5 minutos para um pão pequeno e um pouco mais de tempo se o pão for grande (convém verificar). Quando estiver dourado a gosto, sirva de seguida com as tostinhas. Esta é a minha forma preferida de fazer por ser mais rápido e consumir menos electricidade. 


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Frango estufado com lentilhas


Ontem embora tenha estado um dia lindo, foi o dia em que tive mais frio neste outono. Talvez seja um problema meu por ser tão friorenta, mas a verdade é que uma caneca de chá quente, uma fatia generosa de bolo e uma manta foram os meus companheiros nesta tarde de domingo.
E com o reflexo neste meu frio (e talvez também o meu desejo por começar a usar casacos grossos e cachecóis), hoje trago-vos um prato reconfortante, perfeito para se comer nesta estação do ano e que tanto gosto. Podem sempre substituir as lentilhas por feijão, caso não gostem mas não deixem de experimentar naquele dia em que um prato reconfortante seja o que mais vos apetece.


Ingredientes:
- frango limpo de peles (usei do campo)
- lentilhas
- pimento vermelho 
- cogumelos frescos 
- cenoura em rodelas 
- chouriço de carne (de qualidade)
- cebola 
- dentes de alho 
- 1 pouco de polpa de tomate
- folhas de louro
- vinho branco qb
- 1 fio de azeite
- sal, pimenta, cominhos e colorau qb
- salsa fresca picada
 
Comece por colocar as lentilhas de molho em água fria durante pelo menos 30 minutos (o ideal é deixar 1 a 2 horas). Depois de demolhadas passe-as bem por água e escorra. Reserve.
Entretanto, corte o frango em pedaços pequenos, o chouriço em rodelas, o pimento em tiras, os cogumelos em lâminas, a cenoura em rodelas bem finas e pique a cebola e os dentes de alho.
Leve ao lume um tacho com a cebola, o alho, o louro e um fio de azeite. Quando a cebola ficar macia, acrescente o frango, a cenoura, os cominhos e o colorau. Deixe cozinhar um pouco até o frango ganhar cor. Nessa altura, regue com um fio de vinho, acrescente o chouriço, o pimento, a polpa de tomate, os cogumelos e as lentilhas. Envolva bem, tempere com sal e pimenta e deixe refogar cerca de 3 minutos, mexendo de vez em quando. Junte água suficiente para cobrir as lentilhas e deixe cozinhar. Quando as lentilhas estiverem quase prontas, rectifique os temperos e na hora de servir, polvilhe com salsa picada e sirva de seguida assim simples ou acompanhando com arroz branco seco.

Nota: ao demolhar as lentilhas vão assim diminuir o seu tempo de cozedura, tornando o prato mais rápido.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Linguini negro com marisco


Se existe algo do mar que adoro é marisco. Seja ele qual for, na minha barriguinha é sempre bem vindo. E quando se fala de camarão, então a minha cara muda logo e podem ver um sorriso de orelha a orelha (sim, sou uma dependente de camarão). Por isso, já devem imaginar a minha felicidade a preparar este prato onde ainda juntei umas ameijoas e uma massa negra, dois ingredientes que adoro também. 
E, como sei que existem por aí também uns fãs de marisco (espero eu), deixo-vos esta refeição, ainda com um ar de comida de verão mas que reconforta como um prato de inverno ... o melhor das duas estações. Espero que gostem e experimentem qualquer dia.



Ingredientes (as quantidades são um pouco ao gosto de cada um):
- linguini al nero
- camarões grandes (usei 4 por pessoa)
- ameijoas (usei 5 por pessoa)
- delícias do mar
- pimento verde em tiras
- pimento vermelho em tiras
- alho picado
- cebola em meias luas finas
- polpa de tomate
- um pouco de vinho branco
- um cheirinho de whisky
- folhas de louro
- azeite
- sal e pimenta
- salsa fresca picada


Cozinhe a massa em água temperada com sal. 
Descasque os camarões, mantendo a cabeça e a cauda.
Entretanto, leve ao lume uma frigideira grande com a cebola, o alho, o louro e o azeite. Deixe refogar até que a cebola fique translúcida. Acrescente os pimentos, a polpa de tomate, o vinho branco, o whisky, as ameijoas e tempere de sal e pimenta. Deixe refogar um pouco até as ameijoas abrirem todas e depois acrescente os camarões (se necessário, acrescente um pouco de água). Quando estiver quase pronto, junte as delícias do mar em rodelas. Na hora de servir, polvilhe com salsa picada e sirva com a massa.



segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Tarte de marmelos com especiarias


Eu sou daquelas pessoas que gosta imenso de organização e saber a quantas ando, além disso, detesto surpresas. E por isso, quando se trata da cozinha, gosto de saber o que tenho cá em casa (deitar comida fora nunca). Então, um dia destes fui vasculhar o frigorífico para ver o que andava por ali perdido e encontrei uma caixinha de marmelos cozidos com especiarias provenientes de outra receita (sobras mesmo). Como a vontade de cozinhar estava fraquinha e apetecia-me fazer outras coisas mas também era dia de ter um doce cá em casa, surgiu esta tarte que se tornou viciante e acabou tão rápido quanto foi feita. É uma receita pouco doce e será para repetir sem dúvida nenhuma, testando com outras frutas como maçã ou pêra, por exemplo, já que existem durante todo o ano.
E como estamos no início da semana, experimentem e digam lá se não tenho razão, esta vicia :)  


Ingredientes da massa:
- 240g de farinha com fermento
- 100g de manteiga
- 1 pitada de sal
- 1 pitada de canela
- 3 a 5 colheres (sopa de água fria)

Ingredientes do recheio:
- marmelos
- água
- açúcar (pouco)
- pau de canela
- estrela de anis
- amido de milho (para engrossar)


Comece por preparar o recheio. Lave bem os marmelos e corte-os em oito gomos. Retire os caroços mas mantenha a casca. Coloque-os num tacho e cubra com água apenas até dois terços da altura dos marmelos. Junte as especiarias e um pouco de açúcar a gosto. Deixe cozinhar até os marmelos estarem bem macios. Nessa altura, retire os marmelos e corte-os em cubos pequenos. Misture um pouco de amido de milho (cerca de 1 colher sobremesa cheia) num pouco da calda e verta para o tacho, envolvendo bem na restante calda. Mexa sempre até engrossar um pouco. Retire do lume e deixe arrefecer.

Para a massa, misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea. Polvilhe a bancada com farinha e estique a massa até obter um círculo maior que a forma. Forre a forma e apare as laterais. Com as sobras da massa, volte a esticar e corte várias tiras. Coloque o recheio de marmelos na forma e decore com as tiras de massa. Pincele a massa com leite e leve ao forno, pré-aquecido a 180º até esta estar cozida e dourada. Desenforme, polvilhe com mais um pouco de canela em pó e sirva morna ou fria, simples ou com uma bola de gelado.


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Arepas com carne


Como sabem, eu adoro viajar e se nem sempre se pode ir aos locais, trazemos um pouco desses sítios até nós. Isto para dizer que hoje vamos fazer as malas e voar até à América do Sul, numa viagem de sabores. A minha sugestão de hoje é um prato típico tanto da Venezuela mas também da Colômbia e do Panamá. As arepas, como são conhecidas, são um prato tradicional e consistem em uma espécie de pão feito com farinha de milho pré-cozida e depois recheadas a gosto, sendo a carne desfiada ou os ovos mexidos dois dos recheios mais procurados. Por tudo isto, venham embarcar comigo nesta viagem e deliciar-se um pouco com esta cozinha.

 



Ingredientes da massa:
- 1 medida de farinha de milho pré-cozida
- cerca de 1 medida de água morna
- sal qb

Ingredientes do recheio:
- 500g de carne de vaca
- 1 cebola
- 2 dentes de alho
- 1 noz de margarina
- 1 cenoura pequena
- ½ pimento vermelho
- sal e pimenta qb
- vinho branco qb
- 1 colher (sopa) de pimentão doce
- 2 colheres (sopa) de polpa de tomate


Comece pelo recheio. Refogue na panela de pressão a cebola e os dentes de alho picados na margarina. Quando a cebola ficar transparente, acrescente a carne e doure-a ligeiramente. Acrescente o vinho, o pimento em tiras, o pimentão doce, a cenoura em tiras finas, a polpa de tomate e tempere de sal e pimenta. Acrescente um pouco de água (apenas para cobrir a carne), feche a panela de pressão e deixe cozinhar cerca de 30 a 40 minutos. Quando a carne estiver cozinhada, desfie-a e reserve.


Para a massa, coloque a farinha numa bacia com uma pitada de sal. Vá acrescentando a água até obter uma massa moldável. Formes pequenas bolas, achate-as e leve a fritar num pouco de óleo, até dourarem de ambos os lados. Escorra-as em papel absorvente e abra-as ao meio. Coloque um pouco de alface e por cima a carne desfiada. Sirva de seguida acompanhando com batata-frita. 

Notas: 
- fiz umas arepas mais pequenas e depois de cozinhadas, cortei e recheei com queijo da ilha. Levei novamente ao lume até o queijo derreter e servi de seguida como entrada. Ficaram óptimas.
- as arepas podem ser cozinhadas em óleo abundante ou grelhadas. Eu optei por apenas untar a frigideira com óleo para que a massa não pegasse e depois cozinhei a massa até dourar de ambos os lados. 

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Massa salteada com brócolos e chouriço


No começo de mais uma semana chego com mais uma receita. E só hoje reparei que por norma, à segunda-feira faço sempre refeições rápidas. Não sei se é por o fim-de-semana ser sempre mais preenchido na cozinha, se é pela preguiça típica do início da semana, mas a verdade é que o almoço deste dia nunca é complicado e geralmente aparece rápido na mesa. 
Isto para dizer que a minha sugestão de hoje é daquelas que se fazem em 15/20 minutos, com poucos ingredientes e sem nenhuma ciência. Podem sempre alterar os ingredientes ao gosto de cada um e até tornar o prato vegetariano substituindo o chouriço por salsichas de soja ou outros legumes como cenoura, pimento, cogumelos, ... A versatilidade é muita mas a simplicidade sempre a mesma. Espero que gostem e experimentem um dia destes.



Ingredientes:
- massa esparguete ou outra a gosto
- cebola
- dentes de alho
- brócolos
- chouriço de qualidade
- azeite
- sal e pimenta

Comece por cortar a cebola em meias luas finas, o chouriço em rodelas, pique o alho e corte os brócolos em raminhos.
Leve ao lume um tacho com água e uma pitada de sal. Quando esta começar a ferver, junte os brócolos e cozinhe até ficarem "al dente", não cozinhe demais (até conseguir espetar um garfo no caule do brócolo). Retire os brócolos e na mesma água coza a massa.
Entretanto, enquanto a massa coze, leve ao lume um wok com a cebola, o alho e um fiozinho de azeite (muito pouco). Quando a cebola começar a ficar transparente, acrescente o chouriço e deixe fritar um pouco. Junte os brócolos, a massa já cozida e escorrida e tempere com pimenta moída na hora. Envolva tudo e sirva de seguida.

  

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Pudim de maçã


Maçãs, maçãs, maçãs ... eu adoro maçãs.
E com uma macieira cá em casa já estão a ver que receitas com elas nunca faltam, embora por vezes a falta de ideias também tome conta da minha cabeça. É bolos, tartes, purés, gelados, ... e hoje também um pudim. Sim, porque se se fazem pudins de cenoura, abóbora, amêndoa, etc, também se vai fazer de maçã. E o resultado desta experiência posso dizer que foi óptimo, aprovado por todos que o comeram. Ficou um pudim leve, pouco doce, com um travo suave a maçã e nada enjoativo. Daqueles pudins em que comemos uma fatia generosa sem reclamar (já que até nem leva grande percentagem de açúcar). Espero que gostem e quem sabe o experimentem agora que o fim-de-semana está à porta, tornando-o assim bem mais guloso. 



Ingredientes:
- 900g de maçã (usei golden, bem docinha)
- 4 ovos
- 100ml de leite
- 90g de açúcar
- 1 colher (sopa) de farinha (20g)
- 1 colher (chá) de canela em pó
- caramelo líquido qb


Descasque a maçã e corte em cubos. Leve a cozer com um pouco de água até que esta fique macia. Escorra e triture com a varinha mágica. Unte uma forma de pudim com o caramelo líquido e reserve.
Bata os ovos com o açúcar, a farinha, o leite, a canela e o puré de maçã. Verta para a forma e tape-a muito bem. Coloque-a na panela de pressão com água até cerca de 1/3 da forma e depois da panela começar a  apitar, conte 30 minutos. Deixe arrefecer na panela e depois de frio, guarde no frigorífico (de preferência durante a noite). Desenforme e sirva.

Nota: caso não tenha panela de pressão, pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque um tabuleiro com água no forno e dentro deste coloque a forma do pudim, destapado, para cozer em banho-maria. Deixe cozer cerca de 45 minutos a 1 hora e depois faça o teste do palito para confirmar se está cozido.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...