quinta-feira, 23 de junho de 2016

Pão doce de Vila do Conde


Vila do Conde, cidade costeira, sossegada e bonita ... a minha cidade :)
Com várias iguarias de cá, existe uma que se destaca - o Pão Doce - um doce que está sempre presente na mesa da Páscoa mas que se comercializa durante todo o ano.
Durante muitos anos, os meus pais compravam esta iguaria sempre à mesma senhora, que fazia este pão como ninguém. No entanto, quando mudámos de casa, o facilitismo que existia outrora deixou de existir e então raramente o comíamos. Quando me aventurei pelo pão caseiro, ou melhor, quando comprei a minha MFP, a ideia de o reproduzir foi cada vez maior e testadas diversas receitas, cheguei à que considero uma delícia, com o sabor e cheirinho da dita, fofa e aromática, que desaparece rapidamente cá de casa. Embora a receita não seja nova no blog e tenha sido uma das primeiras que publiquei aqui, volto a deixar-vos então aqui este pãozinho cá da terra, um miminho vilacondense, esperando que virem fãs dele tanto quanto eu sou :)



Ingredientes:
- 250ml de leite (usei soro de leite que sobrou do requeijão caseiro)
- 10g de fermento de padeiro fresco
- 1 ovo
- 80g de açúcar (usei amarelo)
- 570g de farinha (tipo 65)
- 40g de margarina
- 1 colher (café) de açafrão em pó
- 1 colher (chá) de canela em pó
- 1 colher (chá) de sal

Comece por diluir o fermento num pouco de leite.
Coloque na cuba da MFP todos os ingredientes, começando pelos líquidos. Coloque no programa Amassar e Levedar (na minha máquina é o programa Massa). No fim do tempo, retire a massa e dê a forma de uma bola, depois dê um "murro" no centro e abra-o de forma a obter uma coroa. Deixe levedar mais 1 hora. Pincele com leite e leve ao forno pré-aquecido a 180º, até dourar e a massa cozer. Retire do forno, barre com manteiga toda a superfície e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Sirva simples ou barrado com manteiga. Também fica óptimo como torradas, quando começa a ficar seco.

Caso não tenha máquina, dilua o fermento, misture todos os ingredientes e amasse até obter uma massa elástica e que se descole da tigela. Deixe levedar num local aquecido até duplicar ou triplicar o volume e depois continue os passos mencionados em cima.

34 comentários:

  1. Adoro este tipo de pão doce tradicional, é sempre tão bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo, e nada melhor que tentarmos manter as tradições o mais vivas possíveis :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Bem, diria que este vai mesmo bem é com a manteiga :P

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Nem me digas, ao olhar fiquei novamente com vontade de o comer, soube-me a pouco ;)

      Eliminar
  4. Great post! :)
    New post on my blog: http://vesnamar.blogspot.rs/2016/06/summer-in-city.html

    ResponderEliminar
  5. Uauuu ficou divinal!!!
    Que textura carla! E a cor?! Lindo!
    Beijinho!
    Cláudia L. 🌷

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cláudia, fica mesmo um pão super fofo e muito amarelinho, além de espalhar um cheirinho maravilhoso. Este o meu pai cheirou primeiro, disse que lhe cheirava ao pão doce e só depois comeu e confirmou :)

      Eliminar
  6. Tem um aspecto bem fofinho, deve ser tão bom!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo São, experimenta e depois diz-me se não tenho razão :)

      Eliminar
  7. Tem um aspeto mesmo bom! Percebe-se que é um pão leve e fofo, e claro, delicioso! Presumo que acabado de sair do forno, como qualquer pão, seja de bradar aos céus! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me digas, este é daqueles que desaparece sempre muito rápido cá de casa e eu sou a sua maior fã mesmo, nunca lhe resisto :)

      Eliminar
  8. Ficou ótimo! Já conhecia, resultado da minha estadia mais a norte. Na minha terra chama-se "arrufada"; aqui nos Açores há algo semelhante "massa sovada".
    Beijinho

    http://postigodosmeusdoces.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É engraçado os nomes que vão dando pelo país para receitas parecidas, mas este é o melhor desses todos :D
      PS: tenho de puxar a brasa para a minha sardinha :D

      Eliminar
  9. Que belo pão! Uma bonita homenagem à tua cidade :)
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Joana, e o cheiro que fica espalhado pela casa é maravilhoso :)

      Eliminar
  10. Não conhecia esse pão, mas se há coisa que adoroooo são pães doces, principalmente os Regionais. Nada melhor do que comer um docinho típico de cada sitio que visitamos. Este parece-me tão bem...têm um aspecto delicioso!
    Já comia duas fatias enormes. Uma com queijo, e outra com doce (isto sou eu já a sonhar :D )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também adoro experimentar produtos regionais, existem óptimas receitas espalhadas pelo país e nada como conhecer cada zona através do palato. Este adoro ... e não é por ser da terra :D

      Eliminar
  11. Com esse aspecto e apresentação, só pode ser maravilhoso Carla.
    Confesso que não conhecia, mas fico já em pulgas para o experimentar.
    Um beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não formos nós, conterrâneos, a divulgar o que de melhor temos, as tradições acabam por ir desaparecendo e este pão é bom demais para isso acontecer. Experimenta mesmo e depois diz qualquer coisa, acho que vais gostar :)

      Eliminar
  12. Olá Carla
    Que pão lindo!
    Cheiro de pão assando é dos céus
    Que fofo e tão amarelinho vou levar duas fatias pra mim rs
    Imagina só com manteiga 😂
    Bjs Luli

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luli, com manteiga é a minha forma preferida de o comer, até fiquei com vontade de comer agora :D

      Eliminar
  13. Bemm adoro vila do conde (e as praias) e nunca provei esse tipo de pão!
    Adoro pão...acho que não há nenhum que diga que não goste para minha desgraça:)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás em falha Elisa e olha que este é tão bom :)

      Eliminar
  14. Parece mesmo fofo, esse pão! Adoro massas do género :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E olha que este tens mesmo de experimentar, não é por ser cá da terra mas é mesmo muito bom :)

      Eliminar
  15. Olá Carla, sabes dizer-me algum sítio característico daí onde venda esse pão doce? Costumo ir à tua cidade tantas vezes e nunca vi à venda. E parecem-me tão bem :-) Tem um aspecto mesmo fofo. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, na cidade não te sei dizer porque nunca os vi à venda. Esta tradição tem-se vindo a perder e hoje em dia já só se encontra em algumas freguesias do concelho. Eu costumava comprar a uma senhora em Modivas (a minha terra natal) mas depois mudei de freguesia e passei a fazê-lo em casa porque fica muito parecido com o que comprava.
      Mas se quiseres, entre 18 e 28 de agosto costuma-se realizar a feira gastronómica cá em vila do conde e este pão está sempre lá presente, nunca falha e até é a tal senhora que o vende :)
      Espero ter-te ajudado ... e agora deste-me vontade de comer mais uma fatia, lá vou ter de pôr a mão na massa :D

      Eliminar
    2. Conheço essa festa... Vou ver se este ano passo por lá para ver :-) Obrigada pela dica Carla. Beijinhos

      Eliminar
    3. De nada Joana, qualquer coisa, já sabes :)

      Eliminar

Obrigado pela visita, se gostou deixe o seu comentário ou faça "like".
Volte sempre que quiser :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...