segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Migas de broa: uma base, duas receitas

 

Confesso que migas de broa era um dos pratos que nunca tinha comido e embora já os tivesse visto em diversos lugares, nunca resolvi fazer, talvez por pensar que não fosse gostar. No entanto, estava a dar uma volta pelo congelador e reparei que tinha um resto de broa esfarelada e uma caixinha com feijão frade à espera de um destino. Foi desta que lá andei a cuscar na net na busca da receita mas sempre que olhava os ingredientes, esta era feita com couve galega (nada contra mas só gosto dela mesmo no caldo-verde e nada mais) e então, para não variar, toca a "inventar" à minha maneira. Acho que na realidade podemos fazer com qualquer verdura ou feijão mas esta posso dizer que me soube muito bem. Para quem gosta de um acompanhamento fora das batatas, arroz e massa, esta é uma boa solução, experimentem ...



Ingredientes:
- couve lombarda ripada
- broa de milho esfarelada (tipo migalhas)
- feijão frade cozido
- alho picado
- azeite, sal e pimenta

Coza a couve durante cerca de 5 minutos, apenas para lhe dar uma fervura. Levar ao lume o azeite e o alho, refogando um pouco apenas para largar o sabor (não deixe alourar). Junte a couve e deixe refogar um pouco, de seguida junte o feijão e tempere a gosto com sal e pimenta. Por fim, junte a broa e envolva bem. Vá mexendo até estar com a consistência que goste, mais seca ou húmida (eu juntei um pouco da água de cozer a couve porque gosto das migas mais para o húmido). Sirva de seguida. 
Eu acompanhei com uma costeleta grelhada sem gordura, à qual juntei no fim um cubo de caldo knorr de 3 pimentas e 100ml de água, mexendo sempre até obter a consistência correcta.


Mas como me sobrou ainda uma dose de migas e não me apetecia comer novamente da mesma forma, resolvi colocar num wok algumas rodelas de chouriço a fritar na própria gordura, depois juntei as migas e aqueci-as, envolvendo bem nos sabores do chouriço. Servi de seguida, acompanhado com ovo cozido cortado em quartos.


6 comentários:

  1. Nem sei de qual gosto mais! Olha, comia a primeira ao almoço e a segunda ao jantar! Assim podia saborear as duas! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que foi quase, o jantar é que não foi no mesmo dia :)

      Eliminar
  2. Carla, adoro migas! Estas que fizeste são ótimas, como eu também faço. Depois há outras açordas que também aprecio muito, aliás, gosto de tudo o que leve pão... de milho, de trigo, de centeio... de tudo!!!
    As tuas receitas são chamativas e pelo aspeto parecem muito boas.
    Olha amiga, estive em Vila do Conde na sexta-feira! Se tivéssemos combinado tínhamo-nos encontrado na casa de chá da Santa Casa da Misericórdia, onde comi um folhado de frango (triangular) que estava uma delícia!
    Pronto! Já passei por aqui e virei mais vezes, mas qualquer dia volto à tua terra! Encontramo-nos? Então teremos de trocar telefones por email.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também sou uma fã incondicional de pão, como de qualquer maneira, qualquer pão!
      Obrigado pela visita e ainda bem que gostou da minha terrinha. Por acaso não estava por perto mas quando passar novamente por cá, avise e depois combinámos :)

      Eliminar
  3. nunca fiz...também não sei bem porquê...mas algum dia vai ser assim...num acaso!
    Estavam com muito bom aspecto!
    Nina

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita, se gostou deixe o seu comentário ou faça "like".
Volte sempre que quiser :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...